[ editar artigo]

O que eu aprendi sobre comunidade com o discurso de um líder governamental

O que eu aprendi sobre comunidade com o discurso de um líder governamental

Vamos a uma curta história para você entender o que é comunidade e o que o discurso de um líder governamental feito na última semana, está diretamente ligado a isso.

Eu aprendi muito com meu amigo Emiliano Agazzoni nesses 10 meses que trabalhamos juntos na Lobby. Uma startup que está impactando diretamente a experiência do workplace das pessoas.

Uma das primeiras coisas que aprendi nessa trajetória de 10 meses é ter um propósito.

Não que eu já não viesse trabalhando isso dentro de mim, mas não estava claro que esse propósito tinha que estar muito bem definido para uma comunidade.

Falando no Brasil, qual o propósito do Presidente da República e que o ajudou a ser eleito em 2018?

O combate a corrupção e a velha política.

Uma comunidade, qualquer que seja, precisa de um propósito bem claro e definido.

Eu, particularmente, participo de uma desde 2018, chamada Silicon Drinkabout São Paulo e que tem o propósito de ajudar empreendedores num encontro semanal às sextas-feiras.

E aqui no Brasil ficou muito claro que a população estava de saco cheio e buscando renovar e acabar com a corrupção de alguma forma. Foi com esse mote que o atual PR se elegeu.

Mas o que aconteceu nesses 14 meses de governo?

Eu percebo algo interessante em toda a comunicação e gosto sempre de fazer uma análise o tanto quanto fria para eu poder aprender algo.

Se eu não concordo com alguém, então eu me preparo para prestar mais atenção ainda.

E foi o que eu fiz com o discurso feito em 24 de Abril de 2020.
Parei para ouvir, analisar e tentar tirar alguns aprendizados.

A força da comunidade!

O Brasil como um todo é uma grande comunidade que é liderada por um Presidente da República. E toda comunidade está prestando atenção em cada passo do seu (ou sua) líder.

Lembra que eu falei sobre propósito bem claro e definido?
Pois é…ao longo dos 14 meses, o que aconteceu?

Mudanças de ministérios.
Problemas econômicos.
Envolvimento em suposta corrupção.
Mais envolvimento com discussões e brigas políticas.
Mais problemas que resoluções.
Quebra de confiança.

E já há algumas semanas, muitos panelaços começaram a ser ouvidos e noticiados em vários cantos dessa grande comunidade chamada Brasil. População insatisfeita.

A liderança perdeu o propósito pela falta de exemplo.

Quando isso acontece, a comunidade se racha e perde o sentido. As pessoas que faziam parte e tinham o sentimento de pertencimento, acabam não se vendo mais como parte do movimento e se afastam, buscam outros caminhos e outras comunidades.

Aconteceu o mesmo na crise política e econômica com a ex-Presidenta Dilma em 2015/2016.

Lembra das muitas notícias na época de brasileiros saindo do país?

É o que está acontecendo agora mais uma vez. Só que nem podemos sair de casa, imagine mudar de país.

Pontos de reflexão

O que toda essa movimentação econômica, política e de saúde nos mostra?

Que a comunidade é um fator importantíssimo na construção de uma família, um bairro, um estado, um país.

Agora imagine isso em torno da sua marca, produto ou serviço?

Para mim fica claro que em momentos de crise como esse, precisamos nos juntar e nada melhor do que fazer parte de um grupo com interesses em comum e um objetivo bem claro e definido.

Nada será como antes e com as pessoas fragilizadas emocionalmente, elas vão procurar alguém para seguir, um grupo para fazer parte e se sentir menos perdidas.

O bom líder é aquele que vai enxergar essa oportunidade para ajudar essas pessoas.

Colaboração é a nova revolução

Eu acredito fielmente que estamos vivenciando a maior revolução na mudança de comportamento humano.

E a colaboração que já vinha forte desde 2015 vai crescer exponencialmente e novos grupos serão formados, antigos serão desfeitos e uma nova base será criada para seguir em frente nos próximos 10, 20 anos.


Eu sou o Phillipe, ex-analista de sistemas formado na USP que abandonou uma carreira sem propósito para viver um sonho de ajudar as pessoas a se comunicarem melhor umas com as outras.

Criei em 2015 a Ih, Aprendi, uma escola de aprendizados mágicos que busca fortalecer o que há de melhor em cada ser humano a partir do autoconhecimento, testes e desenvolvimento das habilidades comportamentais.

Se você quer saber um pouco mais sobre o que a #ihaprendi tem feito, me procure em phillipesoares.com.br

Um forte abraço!

Tribos
Phillipe Soares
Phillipe Soares Seguir

Empreendedor, artista e fundador da Ih, Aprendi! Uma escola de magia dos aprendizados.

Ler conteúdo completo
Indicados para você